Race Report – Trofeu Brasil Etapa 1 (Março)

O Troféu Brasil distancia olímpica não é uma prova rápida, especialmente quando a natação não ajuda, nesta etapa de estreia para 2016 a natação jogou o tempo da prova la para cima – houve quem reportou ter nadado 2,100 até 2,200m, muito além dos 1,500m esperados. Porém o percurso da bike surpreendeu do lado positivo, apesar de continuar travado e com muitos pedestres e carros desatentos arriscando a competição, o asfalto estava num estado bastante razoável.

Conheço atletas que ficam empolgados com o tempo do Internacional de Santos, que é uma prova muito rápida, e se decepcionam um pouco quando partem para o Troféu. A diferença principal é o percurso da bike, no Internacional roda-se na Anchieta, estrada que leva até Cubatão, onde, com um bom vento é fácil manter velocidades bastante altas, enquanto o Troféu fica dentro de cidade. Outra diferença é que o Internacional termina na areia e, por exemplo, no ano em que competi isto acabou reduzindo em 400m o percurso, totalizando 9,6km, ao invés de 10km. Por fim, a natação do Olímpico é realizada em 1 volta para o Internacional e 2 voltas para o Troféu – o que leva a uma quebra de ritmo e pico de batimento cardíaco bem no meio da natação, quando deve-se sair da agua e correr contornando um totem na areia para iniciar a volta 2.

trofeu brasil 18

NATAÇÃO e BIKE – Pois bem, o mar em Santos é uma incognita, desta vez a correnteza estava forte e as 2 boias foram colocadas de uma forma que aumentou bastante a distancia do percurso, sai da água com 40min (2,200m), enquanto o planejado era 30min (1,500m). Mas me senti bem, o pace foi firme, utilizei bastante a respiração 3×1 para manter o batimento mais baixo, contudo errei muito na navegação. A natação é minha modalidade mais fraca, quando subo na bike costumo recuperar diversas colocações. Sai da agua em 11º (na minha categoria) e deixei a bike na T2 já em 4º lugar. Estava mirando 1h10, fiz em 1h13 os 40k.

CORRIDA – sai para a corrida com a meta de fechar os 10k abaixo de 45min. Tudo ia bem quando comecei a sentir um incomodo na coxa e perto do km 6  veio a câimbra forte; tive que parar. Nunca havia parado antes numa corrida, porem naquela altura eu observei que estava numa posição confortável e decidi seguir devagar com o intuito de cruzar a linha de chegada, ao invés de forçar e arriscar não completar a prova. Acabei abaixo de 47min, o que foi o suficiente para garantir o 4º lugar.

Sabia que havia uma grande chance de ficar entre os 6 primeiros, tendo observado o tempo dos outros atletas em provas passadas. Logo, minha meta indo para a prova foi puxar para ficar entre os 5 primeiros e subir ao pódio  – e deu certo.

Começando 2016 com o pé direito!

4º colocado na categoria 40-44

Link para o video feito pela FUNF sports <http://www.funfsports.com/videos/triathlon/1ª-trofEu-brasil-de-triathlon-2016-11vb0d13244.mstp>

trofeu brasil 32

<www.trofeubrasil.com.br>

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s