Race Report – Trofeu Brasil Etapa 2 (Maio)

Era um belo dia para correr com o sol brilhando, ceu sem nuvens e temperatura amena. Mais uma etapa do Trofeu Brasil na capital, São Paulo. Tendo feito um reconhecimento do percusso ja sabia que o trecho da bike dentro da USP estava terrivelmente esburacado. Porem, aguardava o ponto alto da prova, os 10k de corrida no final, plano e com trechos bastante arborizados.

NATAÇÃO

A largada do age group ocorreu junto a dos profissionais na raia da USP. A raia tem uma água pesada e a natação parece não render, para mim uma tortura, pois nadar e’ meu ponto fraco. Contudo, o percurso sempre próximo aa margem, sem ondas e retangular favorece a navegação – indico para os iniciantes. Minha meta era sair para a T1 com 30min, porem, sai da água com 36min, segundo meu Garmin. Ja tinha em mente que isto poderia ocorrer, dado meu historico nadando na raia, porem estes 6min fariam uma bela diferença na colocação final da prova – como explicarei a seguir.

BIKE

Montei na bike e parti para recuperar o tempo perdido. O trecho da bike na Avenida Politécnica e’ bom para pedalar, mas não e’ tao fácil quanto parece. E’ muito técnico em termos do uso de cadencia x potencia x velocidade, uma vez que a ida parece um falso plano, com uma leve inclinação positiva e a volta (sentido marginal) tem uma inclinação negativa.  Minha estrategia desta vez foi girar na ida poupando as pernas, na quase subida, e despejar a potencia na volta para aproveitar a quase descida. O trecho dentro da USP nem merece comentários, estava realmente terrível – ridiculamente esburacado. Ao fim da segunda volta meu aerodrink, que e’ muito, muito firme e seguro, pulou do encaixe e ficou balançando pendurado na frente da bike, batendo contra o pneu. Pensei em parar para resolver, porem apenas reduzi a velocidade e consegui retira-lo sem descer da bike. Levei-o nas mãos ate completar a volta, veja foto abaixo, para lança-lo aos staff (que o colocaram no meu espaço na área de transição, onde o encontrei no fim da prova). Obviamente perdi um bom tempo, alem de perder meu Nuun (eletrolitos + cafeina) e meus gels. Porem, deixei a bike na T2 satisfeito, fiz sim um boa recuperação. Meu chip nao marcou o tempo da bike/T2, mas pelo Garmin, fechei em 1h07min, abaixo da meta, 1h10.

*perdi o aerodrink na buraqueira da USP

CORRIDA

Ponto alto da prova, a corrida e’ em terreno plano e boa parte do percurso e’ arborizado, realizado em duas voltas de 5k. Aqui era a ultima chance de ganhar algumas posições e melhorar meu tempo de prova, por isto imprimi um bom ritmo e tudo correu conforme esperado. Meu Garmin marcou 10,449m em 47’47, um ritmo de 4’30 por km. Minha meta era fazer 10k em 45min, logo bateu na trave – considerando a distancia. Durante o percurso passei pelo menos 3 atletas na minha categoria e fechei a prova com 2h34, na sexta colocação do age group – 4 minutos atras dos quinto e o sexto colocados. Aqui, os 6min perdidos na natação realmente fizeram a diferença e me tiraram da disputa por um lugarzinho no pódio.

Consegui somar pontos importantes para o Troféu e apos a segunda rodada subi para segundo lugar na classificação geral. Próxima parada e’ Santos, no dia 26 de junho.

cg

 

<www.trofeubrasil.com.br>

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s