Race Report – Troféu Brasil Etapa 5 (outubro)

Segundo lugar na categoria me deixou sorrindo de orelha a orelha, como se todo o trabalho de anos de treinamento e esforço estivessem sintetizados naquela recompensa de ver meu nome na classificação final da prova. A sensação de leveza foi muito grande, especialmente porque um tombo de bicicleta há exata uma semana da prova, me levou momentaneamente a suspender os treinos e focar na recuperação de costelas contundidas.

NATAÇÃO – BOM RITMO, MAS 2 ERROS DE NAVEGAÇÃO

Minha concentração para a natação era muito, muito grande. Havia focado bastante nos treinos e depois da boa participação na etapa 4, queria sedimentar a performance melhorando ainda mais o tempo. Me posicionei na frente do pelotão para a largada e disparei como um raio para a água ao som da buzina. Nadei forte e durante praticamente todo o percurso ate a primeira boia estive próximo a uma das atletas da elite, de toca rosa. Porem ao aproximar-me para a primeira curva reduzi um pouco o ritmo e veio a primeira besteira do dia – contornei a boia e segui no ritmo olhando raramente para cima, errei o caminho e perdi o primeiro grupo. Me recompus, segui alongando as braçadas sem deixar o ritmo cair muito, continuando firme. Ao fim da primeira volta, corri para contornar o totem na areia e avancei algumas posições. Retornando para a água consegui seguir um grupo num bom ritmo. Na ultima boia, mais uma erro de navegação me deixou completamente perdido e muito, muito longe do grupo que estava seguindo. Não havia muito o que fazer, foquei para não perder a forma e fui avançando ate alcançar a areia num tempo total de cerca de 29 minutos. No final das contas, foi abaixo dos 30 minutos de meta e com espaço para melhorar.

BIKE – GIRANDO ALTO POREM FIRME

Fui o 5° na minha categoria a sair da água e chegar na T1 para montar na bike. Para o percurso, minha ideia era girar alto (ao invés de forçar uma marcha pesada), porem imprimindo um ritmo um pouco maior do que o usual. Normalmente sou bastante conservador na bike para não ter riscos de `quebrar` na corrida, mas decidi aumenta o pace um pouco e ver como me sairia depois. O percurso do troféu consiste em 4 voltas de 10k cujo meu melhor tempo havia sido de 17:05 até então, mas desta vez cheguei a cravar 16:34 em uma das voltas, equivalente a 36.5 km/h de media. 40k em 1:07h, no tempo bruto 1:11h comparado a minha meta de 1:10h.

CORRIDA – PODERIA TER SIDO BEM MELHOR

Minha meta era fechar os 10k em 43 minutos, porem acabei fechando em 45`30. No quilometro 7 senti que se aumentasse muito o ritmo poderia ter a mesma craimbra que sofri na primeira etapa, então mantive o ritmo enquanto o plano inicial era aumentar o ritmo a cada 2.5k. Fiz uma breve parada para tomar uma água e tomar um gel e continuei rumo ao fim.

O resultado da prova foi realmente surpreendente e o melhor foi enxergar que há espaço para evoluir. Fiquei feliz que minhas costelas contundidas não atrapalharam durante a prova. No sábado anterior, estava treinando no Riacho Grande e enquanto fazia o retorno próximo à cancela que restringe o transito, na Estrada Caminhos do Mar, minha roda da frente escorrego no lodo e fui direto ao chão. Bati as costelas com força no chão e não conseguia respirar sem sentir uma intensa dor. Examinei e recebi a noticia aliviado que não havia quebrado nem trincado nenhum osso; o médico solicitou que eu ficasse em repouso uma semana tomando anti-inflamatórios. Guardei domingo e segunda-feira em repouso, mas terça à noite fiz 30 minutos de rolo devagar. Aproveitei o feriado na quarta-feira, fiz um TT de bike de 1h, onde rodei 20 minutos a uma media de 240W, e na sequencia corri 1 quilometro, vi que não estava 100%, mas que seria possível me recuperar a tempo da prova. Na quinta fiz 40 minutos na esteira, sexta 2200m de natação. Estava preparado para Santos, apesar de algum desconforto para nadar.

Foi uma sensação indescritível levar meu filho para receber o troféu comigo e estar com minha esposa para compartilhar a alegria, amigos presentes, e espalhar a noticia via whatsapp. Nesta etapa mais uma das metas para o ano foi cumprida:

METAS PARA O TROFÉU 2016:

  • subir ao pódio em pelo menos uma das 6 etapas. (cumprida na etapa 1 – 4° lugar)
  • terminar uma prova abaixo de 2:30h de tempo bruto. (cumprida na etapa 5 – 2:26:46)
  • terminar o campeonato no top 5 (devo terminar o campeonato na segunda ou terceira colocação, dependendo do resultado na ultima etapa, logo atingindo também esta meta)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s